Renda Extra na fotografia. 3 formas de faturar mais

Nesse vídeo vou te ensinar 3 formas de ter uma renda extra na fotografia. E o melhor de tudo que, em uma delas nem precisa ser fotógrafo, mas caso seja, a probabilidade de você lucrar na fotografia com renda extra é muito maior.

Salve, salve fotógrafo, tudo bem? Bruno Guedes aqui, o seu amigo fotógrafo. Por que é de maior chance fotógrafos ganharem mais usando esses métodos? Pois contém conhecimento básico sobre a fotografia ou conhecimento avançado.

Apliquei as 3 formas, porém uma fiz até o ano passado, sim, como renda extra. E eu vou te ensinar como fazer uma a uma, vamos lá.

Primeira forma: fotografando para aplicativo.

O que é isso? Existem muitos aplicativos de entrega de alimento, na sua cidade deve ter iFood, entrega delivery…

Cara, são dezenas de dezenas de aplicativos de entrega de alimento e, o mais interessante é que cada vez mais os aplicativos estão tornando-se locais, ou seja, por exemplo, na minha cidade tenho mais de 3 aplicativos que só entregam por aqui, são geolocalizados e tem uma estrutura muito bacana.

Mas é claro que existem aplicativos gigantes que trabalham no Brasil inteiro. Se tem iFood na sua cidade, quase que obrigam o estabelecimento a ter fotos profissionais dos alimentos, e o que você vai fazer?

Na verdade, você não vai fotografar para o aplicativo, mas as suas fotos estarão no aplicativo.

E como é que você faz para ter sua fotografia dentro de um aplicativo de entrega? Vai entrar em contato com os restaurantes que estão dentro dele.

Essa busca é muito simples, vai pegar o seu celular, abrir o aplicativo e pesquisar, por exemplo, hamburgueria e irá aparecer opções de hamburguerias que estão no iFood.

Cara, essas hamburguerias, os restaurantes, as empresas de doces e as lanchonetes estão necessitando de fotos, então o que vai fazer?

Entrará em contato com elas por meio de estratégia de prospecção ativa e vai conversar e oferecer sua fotografia aos mesmos. É uma forma de obter renda extra sem depender daquilo que você fotografa hoje.

Segunda forma: editando fotos para outros fotógrafos.

Se está com pouco serviço na fotografia ou tem um dia específico tranquilo dentro dela, você tem a oportunidade de preencher esse dia com faturamento. “Bruno, isso é difícil?”, não, isso é fácil.

Você vai entrar em contato com os fotógrafos que tem uma agenda cheia e vai oferecer para eles a edição e o tratamento dessas fotos.

Podem ser fotógrafos de 15 anos, casamentos, recém-nascido… Eu, o Brunão, até em 2020/2021, editei fotos para duas fotógrafas que fotografam newborn, ou seja, mesmo com 5 ou 6 anos de carreira, eu tinha como uma renda extra na fotografia a edição de fotos para outros fotógrafos.

Conheço fotógrafos com mais de 10 anos de fotografia que ainda separam um dia específico na agenda deles para fazerem uma terceirização para outros fotógrafos.

Melhor dizendo, ao invés deles terceirizarem o trabalho de outros fotógrafos, trabalhando com um valor agregado maior e com número de trabalhos menores, eles têm um espaço na agenda para poder fazer a edição de fotos de quem está começando na fotografia, ou que não sabem editar ou não tem tempo de fazer a edição.

É um grande nicho de mercado, você já é fotógrafo, sabe editar foto, tem conhecimento em programas de edição, cara, é simples, é só fazer o contato com eles.

Fechou um valor bacana, viu que o trabalho é justo, pegue as fotos para editar também.

Terceira forma:é fazer freela para outros fotógrafos, fazer o trabalho de um freelancer.

Muitos pensam que só o fotógrafo de casamento (como eu) precisa de um fotógrafo freelancer no momento.

Faço freela até hoje e tenho alguns que fazem para mim, porém existem outros segmentos na fotografia que necessitam de um, como cobertura social de formaturas, inauguração de empresas, filmagem…

É uma alegria por ser uma renda extra entrando no meu caixa, não tenho necessidade de editar, tratar…

Terminei o evento, entreguei o cartão de memória, recebi o meu pix, cara, pé na bunda até segunda e vou embora para casa, fico tranquilo e sem necessidade de ter uma pós-produção sendo rápido, simples e muitas vezes seguro.

Se você quiser fotografar esportes como motocross, surf ou corrida de rua, sempre estão contratando fotógrafos freelancers.

É o mercado que está sempre em expansão e não precisa de ter um super trabalho na pós-produção e nem um trabalho de captação de cliente.

Entrará em contato com empresas que estão fotografando grandes eventos ou com fotógrafos que estão contratando freelancers. Como descobrir isso?

Você entrará na sua rede social, fará a busca dos eventos na sua cidade/região, verá os responsáveis por estes eventos e irá se oferecer como fotógrafo freelancer. É simples, fácil e tem dinheiro garantido.

Viu que dentro dessas 3 formas que apresentei não há necessidade de ser um fotógrafo, que é editar fotos para outros fotógrafos, portanto se contém uma carreira nesta área, consegue ter essas 3 formas a mais e aumentar o faturamento na sua fotografia.

Agora se quer ganhar dinheiro de verdade fotografando segue o nosso perfil fluxopro no Instagram, inscreva-se neste canal, curte e comenta, pois há muito conteúdo relacionado para você, fotógrafo.

E na nossa página de artigos tem vários textos que eu criei pra você fotógrafo ler e assim ganhar mais dinheiro na fotografia e ganhar dinheiro fotografando.

E se você é fotógrafo e deseja ganhar dinheiro na fotografia nós temos o curso Fotógrafo de Valor. Um curso exclusivo para fotógrafos onde eu te ensino estratégias de marketing, vendas e gestão; tudo que você precisa para ganhar dinheiro na fotografia. Clique aqui e entre para o Fotógrafo de Valor.

Um grande abraço e Deus te abençoe!

📸 Por Bruno Guedes | Fotógrafo e gestor da FLUXOPRO ®
Aprenda como ganhar dinheiro na fotografia

www.fluxopro.com